8 dicas para escolher as cortinas para casa sem errar

As cortinas são capazes de dar charme na decoração da sala, evitar que a luz do dia entre pelo quarto, ou mesmo, para controlar os barulhos externos, por isso, pensando em te ajudar nessa missão, vamos te dar dicas para escolher as cortinas para casa.  

1. Tamanho da cortina

É necessário saber exatamente as medidas de onde sua cortina vai ficar, mas geralmente elas devem cobrir do teto ao chão, pois, além da elegância, dá impressão de pé direito mais alto. Uma boa opção é cobrir a parede toda também, pois da amplitude ao ambiente.

Caso não queira cobrir todo o comprimento da parede, basta marcar 20cm ou 30cm de cada lado. Além disso, certifique-se de que a cortina no tamanho escolhido vai ficar com a fluidez ideal.

2. Defina o objetivo

Antes de qualquer coisa, você precisa definir qual o objetivo da cortina, pois ela pode ser para evitar que a luz entre no ambiente, para deixar a decoração mais bonita ou controlar ruídos externos, etc.

A escolha dos detalhes depende muito do objetivo.

3. A escolha da cor

Normalmente, são escolhidas cores neutras, pois além de não sobrecarregarem o ambiente, podem combinar com praticamente qualquer estilo de decoração.

Boas opções de cores são: branco, rosé, tons pastel e tons off-white.

Caso queira bloquear o máximo de luz, escolha cores mais escuras ou modelos blackout.

4. Não escolha tecidos escuros para ambientes onde a cortina ficará exposta ao sol

Quando há muita intensidade de luz solar, os tons mais escuros podem aumentar a temperatura do ambiente, pois retém calor.

Opções de tecido para essa situação são:

Linho;

Sarja;

Seda e;

Richelie.

Todos em tons claros.

5. Se o objetivo é decorar escolha tecidos leves

Os tecidos mais leves são uma ótima opção para serem aplicados em decorações despojadas, clássicas ou modernas, já que são muito ecléticos.

Um dos tecidos mais escolhidos é o voil, que dá leveza ao ambiente e impede apenas um pouco da entrada de luz, ajudando a deixar a iluminação mais natural.

Se gosta da decoração mais clássica, escolha a seda, que além de ser nobre, ajuda a dar requinte ao ambiente.

6. Suporte e acabamentos de cortina

Praticamente existem dois tipos diferentes de suporte para cortina, varão e trilho. Enquanto no varão o tecido é preso com argolas e ficam mais aparentes, com trilhos apenas o tecido fica exposto, sem base aparecendo.

Para o trilho existe três opções de acabamentos, que são prega fêmea, macho, americana e painel. Já para cobrir o trilho e varão, você pode optar pelo cortineiro, que pode ser feito em gesso ou em metal.

7. Barra da cortina

O ideal é que ela seja até o chão, sendo uma opção também deixar mais comprida, no entanto, não deve passar mais do que 5cm do chão.

Para a barra no tecido, fica a seu critério, mas uma média boa é o tamanho do rodapé.

8. Escolha uma que não encolha

Imagine que você compra uma cortina linda, mas quando depois de um tempo ela está suja e ao lavar, ela simplesmente encolhe?

Seria um pesadelo. Portanto, verifique antes de comprar se o tecido é pré-lavado ou se não vai encolher com a lavagem.

Agora que você tem todas as dicas necessárias para escolher sua cortina, escolha também um pufe para descansar e relaxar com muito estilo

Carrinho