Rodapé: tudo que você precisa saber antes de escolher

Rodapés passaram a ser muito valorizados na decoração de ambientes, passando a ter mais essa função, além de proteger os cantos da parede. Hoje, você vai conhecer os tipos, como escolher o tamanho e harmonizar com o ambiente.

O que é rodapé?

O rodapé é um filete colocado na parte inferior do piso, junto a parede, que antes possuía apenas a função de proteger os cantos e as quinas da parede, evitando o acúmulo e choque de sujeira e água. No entanto, com o passar do tempo o rodapé se tornou um adorno de decoração e que pode fazer toda a diferença no ambiente.

Tipos de rodapé

Como falamos anteriormente, a importância dada ao rodapé nos últimos anos fez com que ele fosse mais explorado e surgissem diversas variações e estilos diferentes, por isso, vamos falar sobre os tipos possíveis de encontrar hoje e que são os queridinhos dos decoradores.

Tradicionais sobrepostos

Os roda-pés tradicionais são aqueles mais simples, lisos ou frisados, onde o liso não se sobrepõe a decoração e os frisados dão mais estilo e detalhe para o item.

Embutido

Esse modelo, diferente dos outros tipos, não sobrepõe a parede, ficando rente ou mesmo um pouco para dentro. Para isso, basta fazer o acabamento do rodapé durante o reboco, não deixando as bordas mais apresentadas.

Invertido ou flutuante

Esse é o tipo que fica para dentro da parede, não se sobrepõe nem se iguala, nesse caso, fica um espaço vazio onde ficaria o revestimento, dando impressão de que a parede está flutuando.

Altura de rodapés

Normalmente, no mercado se encontra diversos tamanhos diferentes de rodapé, no entanto, os mais comuns são de 15, 10, 7 e 5 centímetros. Uma tendência forte também é o rodapé de 30cm, copiando as mansões antigas europeias e, por isso, são considerados chiques.

Materiais disponíveis

Como podemos imaginar, existem diversos materiais usados para o rodapé, mas os principais são:

  • Gesso;
  • Cerâmica ou porcelanato;
  • Madeira;
  • MDF;
  • Granito e mármore;
  • PVC e;
  • Poliestireno.

Todos esses possuem suas características visuais, de limpeza e conservação, por isso, é importante ficar atento as características de cada um e escolher da melhor forma.

Dicas para escolher o rodapé

1. Rodapés mais altos são mais interessantes em espaços amplos, pois em espaços pequenos podem dar a impressão de que o ambiente é ainda menor.
 2. Não tem como errar ao usar um rodapé do mesmo material do piso, deixando o ambiente harmonizado e mais amplo.
 3. Também é possível deixar o rodapé da cor da parede, mas é importante um que seja possível pintar, como madeira, PVC ou polietileno. Nessa opção o pé direito parece mais alto, pois a impressão é de que a parede é mais longa.
4. Dar destaque ao rodapé também é uma boa opção, para isso você pode adicionar iluminação, uma cor diferente entre piso e parede, invertido, com cores mais fortes e até desenhado.
5. Outra opção que fica super bem é quando acompanha as portas e esquadrias, dando mais destaques a eles, agindo como uma moldura, caso use as guarnições da porta no mesmo estilo.

Existem muitas opções, mas tudo depende das cores de piso, paredes e estilo que prefere dar a sua casa. 

Se o seu lance é ser despojada e moderna, você pode adicionar nossos puffs a decoração, pois eles dão um destaque lindo para a sua sala, varanda, jardim e mais. Veja nossos modelos mais escolhidos aqui.

Carrinho